Páginas

domingo, 22 de junho de 2008

Deus não lhe proferiu uma frase que garantisse o milagre,
mas que requeria .


1 mês se passou,
e parece que nesses 31 dias cresci (inclusive pro lados)
31 anos...
nunca fui fácil de lidar,
nem espero um dia me tornar fácil,
tenho engolido tantos sapos,
baratas e outras tanta imundices e grosserias
em prol de um futuro melhor,
em prol de um futuro MEU,
que confesso estar ainda um pouco longe:
ainda me prendo a amarra que tanto me aflinge,
ainda me seguro quando sei que me soltando irei
causar um grande abalo, ainda finjo acreditar em sentimentos
que vem morrendo graças a incompatibilidade
que eu teimava acreditar que um dia iria dar certo...
Deus tem escrito cada capítulo,
e quando eu penso que está tudo em minhas mãos
Ele vem e mostra outro caminho...
e sem pestanejar, retorno,
recomeço e sigo em frente!
Distribuo algumas lágrimas ao meu travesseiro,
morro de vontade de mandar alguns e-mails,
ou distribuir alguns abraços
e dar alguns murros e chutes.


E o meu grande amigo TEMPO não se cansa de me consolar e dar apoio,
prometo meu grande amigo, que breve lhe darei
muitos sorrisos de retribuição por todo o frio e tempestade
que tens me ajudado a superar!

Nenhum comentário: