Páginas

quarta-feira, 2 de setembro de 2009


A instabilidade de uma corda bamba de seda à beira do abismo me excita.
Eu não quero ordens — eu quero música.
Não abaixo a cabeça,
nem ponho meu rabo entre as pernas.
Não estou à venda.
E jamais darei procuração para que alguém viva minha vida em meu nome.
Sou eu que faço as minhas escolhas.


*trecho retirado do blog: http://www.mude.blogspot.com/



E prefiro que todas essas escolhas,
tomem o rumo correto,
cheio de brilho, vida, alegria e SURPRESAS boas!!


Obrigada Pai por abençoar cada pedaço meu!

Nenhum comentário: