Páginas

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Ele chegou com um problema 50 vezes maior que o meu,
todo fechado,
com olhar triste,
ou melhor, ele nem chegava a levantar o olhar...
e com nossa gaiatice cotidiana,
o contagiamos...
o colocamos em nosso contexto,
e hoje ele me aparece,
sorridente,
empolgado,
"olhando" o mundo,
vislumbrando ...

e me pego encantada,
por ver que às vezes
só precisamos de uma palavra...

Nenhum comentário: