Páginas

domingo, 15 de janeiro de 2012

Existe aquele piscar de olhos
que se torna a explosão
e algo
tão banal é capaz de
desentalar tudo que vinha sendo
guardado a 7 chaves,
nos magoando,
nos machucando...

A dor da verdade,
das ofensas,
das nossas vaidades,
criancises,
ideais,
vontades...

resultou:

numa dor e um nó na garganta...
que só o tempo dirá
em que resultará...

“A vida sem freios me leva, me arrasta me cega no momento em que eu queria ver, o segundo que antecede o beijo, a palavra que detrói o amor, quando tudo ainda estava inteiro, no instante em que desmoronou. Palavras duras com voz de veludo, e tudo muda, adeus velho mundo, há um segundo tudo estava em paz…Se o seu mundo for o mundo inteiro, sua vida, seu amor, seu lar, cuide de tudo que for verdadeiro, deixe tudo que não for passar. …!” (Paralamas do Sucesso)

Nenhum comentário: